domingo, 24 de setembro de 2017

Meditated Gospel For Sunday, 2.017/09/24


Antoni BigCuore*

Date: 24.09.17
Location: Brazil, São Paulo,SP.

                           Announcement of the Gospel (Mt 20: 1-16a).

"At that time Jesus told this parable to his disciples:
"The Kingdom of Heaven is like the story of the boss who left at dawn to hire laborers for his vineyard. He combined with the laborers a silver coin a day, and sent them into the vineyard.

At nine o'clock in the morning the master left again, saw others standing in the square, unoccupied, and said to them: 'Go ye also to my vineyard! And I will pay you what is fair. ' And they were. The boss left again at noon and at three in the afternoon, and did the same thing.

He went out again at five o'clock and found others standing in the square and said to them, 'Why are you unoccupied all day?' They replied, 'No one hired us.' The master said to them, 'Go ye also into my vineyard.'

When the afternoon came, the boss told the administrator: 'Call the workers and pay them a day's rent, starting with the last to the first!'
Those who had been hired came at five in the afternoon, and each received a silver coin. Then came those who were hired first, and thought they would receive more. But each of them also received a silver coin.

When they received the payment, they began to grumble against the boss: 'The latter worked for an hour, and you equaled us, who endured fatigue and heat all day.' Then the boss said to one of them, 'Friend, I was not unfair to you. Do not we combine a silver coin? Take what's yours and come home! I want to give the one who was hired last the same as I gave you. Do not I have the right to do what I want with what belongs to me? Or are you envious, because I am being good? 'So the last will be the first, and the first will be the last. "

 A. BIGCUORE´S REFLECTION: On this 25 Sunday of Ordinary Time, the evangelist Matthew tells us, the parable of Jesus' teaching, first addressed to the Disciples and Pharisees and Masters of the Law.
At first sight, it may seem that the Master has been unfair to the workers, for some have worked harder than others and received the same SILVER COIN.

The logic of God is quite different from human logic.
It should be noted, going back in history, that Israel was the Lord's favorite Vineyard. But with the coming of Jesus, He sets a new parameter: all are called to work in the vineyard of the Lord God.
The Pharisees and teachers of the law were those who complained, claiming that they worked harder and therefore deserved more value. Jesus says, "Friend, I was not unfair to you. Do not we combine a silver coin? Take what's yours and come home. Do not I have the right to do what I want with what belongs to me? "

As the theologian José Bertolini says, "In the Kingdom there are no marginalized. Everyone has the same right to partake of the divine goodness and mercy, which surpasses all that men regard as justice. In the Kingdom there is no place for jealousy. Those who think they have more merit than others should learn that the Kingdom is a FREE DOM. "(1)

All are called to participate in the Project of God, including the pagans. The Pharisees consider themselves "better" than the others, just because they had more culture than those. In fact, they were slaves of the Law of Moses (more than 600 laws exist for the poor to fulfill !!!).
Jesus, come to finish this! In my kingdom there is room for everyone, as long as people want, of course. God created man free, so He respects each person's choice.

In fact, those who worked the most were envious of those who worked less. God probably chose the strongest physically to work harder and the weak to work less. The text does not speak, but we can infer this thought.

The goodness and mercy of God, are infinite !. It all depends on our choices.
A happy and holy Sunday to all, with the blessings of Almighty God, in the name of the Father + of the Son + and of the Holy Spirit Amen!

(1) The Pauline Bible, p.1.165 / 66
(*) author is a writer, Friend of the Good and Discloser of the Gospel of Jesus Christ for the whole planet. Know his Blog Bem Viver Brazil - antonibigcuore.blogspot.com and poetic and philosophical link: WWW.recantodasletras.com.br/autores/antonibigcuore

Evangelio Meditado Para El Domingo, 24.09.2017

                                                                   


Antoni BigCuore*

Fecha: 24.09.17
Ubicación: São Paulo, SP., Brasil

                                    El anuncio del Evangelio (Mt 20,1-16a)

En aquel tiempo, Jesús contó esta parábola a sus discípulos:
"El Reino de los Cielos es como la historia del patrón que salió de madrugada para contratar trabajadores a su viña. Combinó con los trabajadores una moneda de plata al día, y los mandó a la viña.

A las nueve de la mañana, el patrón salió de nuevo, vio a otros que estaban en la plaza, desocupados, y les dijo: '¡Id también vosotros a mi viña! Y yo os pagaré lo que sea justo. Y ellos fueron. El jefe salió de nuevo al mediodía ya las tres de la tarde, e hizo lo mismo.

Saliendo otra vez por las cinco de la tarde, encontró a otros que estaban en la plaza, y les dijo: '¿Por qué estáis todo el día desocupados?' Ellos respondieron: 'Porque nadie nos contrató'. El patrón les dijo: 'Id también a mi viña'.

Cuando llegó la tarde, el jefe le dijo al administrador: 'Llama a los trabajadores y paga una diaria a todos, empezando por los últimos hasta los primeros!'
Vinieron los que habían sido contratados a las cinco de la tarde y cada uno recibió una moneda de plata. Luego vinieron los que fueron contratados primero, y pensaban que iban a recibir más. Pero cada uno de ellos también recibió una moneda de plata.

Al recibir el pago, empezaron a murmurar contra el patrón: 'Estos últimos trabajaron una hora sola, y tú los igualaste a nosotros, que soportamos el cansancio y el calor todo el día.' Entonces el jefe dijo a uno de ellos: 'Amigo, no fui injusto contigo. ¿No combinamos una moneda de plata? ¡Toma lo que es tuyo y vuelve a casa! Quiero dar a éste que fue contratado por último lo mismo que le di a ti. ¿Acaso no tengo el derecho de hacer lo que quiero con lo que me pertenece? ¿O estás envidia, porque estoy siendo bueno? 'Así, los últimos serán los primeros, y los primeros serán los últimos.

REFLEXIÓN DE A. BIGCUORE: En este 25 Domingo del Tiempo Ordinario, el evangelista Mateo nos relata, la enseñanza de Jesús, en parábola, dirigida primero a los Discípulos ya los Fariseos y Maestros de la Ley.

A primera vista, puede parecer que el Maestro ha sido injusto con los trabajadores, pues algunos trabajaron más que otros y recibieron una misma MONEDA DE PLATA.
La lógica de Dios es muy diferente de la lógica humana.
Conviene resaltar, volviendo en la historia, que Israel era la viña predilecta del Señor. Pero, con la venida de Jesús, Él establece un nuevo parámetro: todos están llamados a trabajar en la viña del Señor Dios.

Los fariseos y maestros de la ley, fueron aquellos que se quejaron, alegando que trabajaron más y por lo tanto merecían un valor mayor. Jesús dice: "Amigo, yo no fui injusto contigo. ¿No combinamos una moneda de plata ?. Toma lo que es tuyo y vuelve a casa. ¿Acaso no tengo el derecho de hacer lo que quiero con lo que me pertenece?

Como bien dice el Teólogo José Bertolini, "En el Reino no existen marginados. Todos tienen el mismo derecho de participar en la bondad y misericordia divinas, que superan todo lo que los hombres consideran como justicia. En el Reino no hay lugar para los celos. Que pensar en tener más mérito que otros deben aprender que el Reino es don gratuito ". (1)

Todos están llamados a participar en el Proyecto de Dios, incluso los paganos. Los fariseos se juzgan "mejores" que los demás, sólo porque tenía más cultura que aquellos. En realidad, eran esclavos de la Ley de Moisés (más de 600 leyes existen para que los pobres cumplan ...).
¡Jesús, viene para acabar con esto! En mi Reino tiene espacio para todo el mundo, siempre que la gente quiera, evidentemente. Dios creó al hombre libre, por lo tanto, respeta la opción de cada persona.

En verdad, los que trabajaron más, se quedaron con envidia de aquellos que trabajaron menos. Probablemente, Dios eligió a los más fuertes físicamente para trabajar más y los débiles para trabajar menos. El texto no habla, pero podemos inferir ese pensamiento.

¡La bondad y la misericordia de Dios, son infinitas! Todo depende de nuestras elecciones.
Un feliz y santo domingo a todos, con las bendiciones del Dios, Todopoderoso, en el nombre del Padre + del Hijo + y del Espíritu Santo Amén!

(1) Pauline Biblia, pg.1.265 / 66
(*) autor es escritor, Amigo del Bien y Divulgador del Evangelio de Jesucristo para todo el planeta. Conoce a tu blog bien estar Brasil - antonibigcuore.blogspot.com y enlace poética y filosófica: WWW.recantodasletras.com.br/autores/antonibigcuore

Jesus, o Bom Patrão.(Mat. 20, 1 - 16a)

Evangelho meditado para o domingo, 24.09.2017

Antoni BigCuore*

Data: 24.09.17
Local: São Paulo,SP.,Brasil

                          Anúncio do Evangelho (Mt 20,1-16a).

“Naquele tempo, Jesus contou esta parábola a seus discípulos:
“O Reino dos Céus é como a história do patrão que saiu de madrugada para contratar trabalhadores para a sua VINHA. Combinou com os trabalhadores
uma moeda de prata por dia, e os mandou para a vinha.

Às nove horas da manhã, o patrão saiu de novo, viu outros que estavam na praça, desocupados, e lhes disse: ‘Ide também vós para a minha vinha! E eu vos pagarei o que for justo’. E eles foram. O patrão saiu de novo ao meio-dia e às três horas da tarde, e fez a mesma coisa.

Saindo outra vez pelas cinco horas da tarde, encontrou outros que estavam na praça, e lhes disse: ‘Por que estais aí o dia inteiro desocupados?’ Eles responderam: ‘Porque ninguém nos contratou’. O patrão lhes disse: ‘Ide vós também para a minha vinha’.

Quando chegou a tarde, o patrão disse ao administrador: ‘Chama os trabalhadores e paga-lhes uma diária a todos, começando pelos últimos até os primeiros!’
Vieram os que tinham sido contratados às cinco da tarde e cada um recebeu uma moeda de prata. Em seguida vieram os que foram contratados primeiro, e pensavam que iam receber mais. Porém, cada um deles também recebeu uma moeda de prata.

Ao receberem o pagamento, começaram a resmungar contra o patrão: ‘Estes últimos trabalharam uma hora só, e tu os igualaste a nós, que suportamos o cansaço e o calor o dia inteiro’.Então o patrão disse a um deles: ‘Amigo, eu não fui injusto contigo. Não combinamos uma moeda de prata? Toma o que é teu e volta para casa! Eu quero dar a este que foi contratado por último o mesmo que dei a ti. Por acaso não tenho o direito de fazer o que quero com aquilo que me pertence? Ou estás com inveja, porque estou sendo bom?’ 
Assim, os últimos serão os primeiros, e os primeiros serão os últimos”.

REFLEXÃO DE A. BIGCUORE: Neste 25 Domingo do Tempo Comum, o evangelista Mateus nos relata, o ensinamento de Jesus, em parábola, dirigido primeiramente aos Discípulos e aos Fariseus e Mestres da Lei.

À primeira vista, pode parecer que o Mestre tenha sido injusto com os trabalhadores, pois alguns trabalharam mais que outros e receberam uma mesma MOEDA DE PRATA.
A lógica de Deus é bem diferente da lógica humana.

Convém ressaltar, voltando na história, que Israel era a Vinha predileta do Senhor. Mas, com a vinda de Jesus, Ele estabelece um novo parâmetro: todos são chamados a trabalhar na vinha do Senhor Deus.

Os fariseus e mestres da lei, foram aqueles que reclamaram, alegando que trabalharam mais e, portanto, mereceriam um valor maior. Jesus diz: “Amigo, eu não fui injusto com você. Não combinamos uma moeda de prata?. Tome o que é seu e volte para casa. Por acaso não tenho o direito de fazer o que quero com aquilo que me pertence?”

Como bem diz o Teólogo José Bertolini, “No Reino não existem marginalizados. Todos tem o mesmo direito de participar da bondade e misericórdia divinas, que superam tudo o que os homens consideram como justiça. No Reino não há lugar para o ciúme. Aquele que julgam possuir mais méritos do que os outros devem aprender que o Reino é DOM GRATUÍTO”.( 1 ) (grifo meu).

Todos são chamados a participar do Projeto de Deus, inclusive os pagãos. Os fariseus se julgam “melhores” que os outros, só porque tinham mais cultura que aqueles. Na verdade, eram escravos da Lei de Moisés(mais de 600 leis existem para os pobres cumprirem!!!).

Jesus vem para acabar com isto!. No meu Reino tem espaço para todo mundo, desde que as pessoas queiram, evidentemente. Deus criou o homem livre, portanto, Ele respeita a opção de cada pessoa.

Na verdade, os que trabalharam mais, ficaram com INVEJA daqueles que trabalharam menos. Provavelmente, Deus escolheu os mais fortes fisicamente para trabalhar mais e os fracos para trabalharem menos. O texto não fala, mas podemos inferir esse pensamento.

A bondade e a misericórdia de Deus, são infinitos!. Tudo depende de nossas escolhas.
Um feliz e santo domingo a todos, com as bênçãos do Deus, Todopoderoso, em nome do Pai + do Filho+ e do Espírito Santo Amém!

(1)  Bíblia Paulinas, pg.1.265/66

(*)autor é escritor, Amigo do Bem e Divulgador do Evangelho de Jesus Cristo para todo o planeta. Conheça seu Blog Bem Viver Brazil – antonibigcuore.blogspot.com e link poético e filosófico: WWW.recantodasletras.com.br/autores/antonibigcuore

domingo, 10 de setembro de 2017

Reunidos En Nombre de Dios. (Mt. 18, 15-20)


Antoni BigCuore*

Fecha: 10.09.2017, domingo, a las 10,46 hrs.
Ubicación: São Paulo, Brasil

                                  EVANGELIO SEGUNDO MATEO, 18, 15-20

"Cuando un hermano peca, perjudicando el bien común, la comunidad actúa con prudencia y justicia, buscando corregir al hermano. Reunida en nombre y en el espíritu de Jesús, la comunidad tiene el mismo poder que se le ha dado a Pedro (Mt.16,19), es decir, incluir o excluir a las personas. La misión de ella, pero no termina con la exclusión del pecador: ella debe buscarlo, como el pastor que sale en busca de la oveja perdida (18,11-14). (1)

REFLEXIÓN A. BIGCUORE. "Porque donde dos o más están reunidos en mi nombre, estoy en medio de ellos" (20).
Dios es un Dios que siempre camina con nosotros. Por lo tanto, siempre que dos o más estén reunidos en su nombre, Él está junto.

Dios nunca nos abandona. Nosotros que, por el pecado del orgullo, nos alejamos de Dios. El maligno nos seduce con los bienes de este mundo. En ese momento, el peligro para todo cristiano, dejarse fascinar por las falsas quimeras que el mundo consumista nos proporciona. Los bienes materiales son sólo instrumentos de los que disponemos para ayudarnos en la caminata. Por lo tanto, nunca podemos dejarnos dominar por ellos.

El cristiano no debe perder el foco que es su salvación, de su familia y de toda la comunidad donde actúa. ¡Vivir es compartir !. Compartimos con las personas con las que debemos interactuar, para que ellas conozcan la Palabra de Dios, y se conciencien que, en este mundo, estamos de paso. ¡Nuestro destino es el Paraíso !. ¡Fuimos hechos para vivir junto a Dios! ¡Somos sus hijos queridos!
¡Que la bendición de Dios, recaiga sobre usted, mi hermano y mi hermana, y en toda su familia! En nombre del Padre, + del Hijo y del Espíritu Santo, amén.

(1) José Betolini, p. 1.263, nota a pie de página. (Mt.18,15-20)
(*) autor es escritor, Amigo del Bien y Divulgador del Evangelio de Jesucristo para todo el planeta. Acceder a su blog Living Well Brasil - antonibigcuore.blogspot.com y su enlace poética y filosófica: WWW.recantodasletras.com.br/autores/antonibigcuore
Google Tradutor.

REUNIDOS EM NOME DE DEUS. (Mt. 18,15-20)


Antoni BigCuore*

Data: 10.09.2017, domingo, às 10,46 hrs.
Local: São Paulo,Brasil

                           EVANGELHO SEGUNDO MATEUS, 18, 15-20

“Quando um irmão peca, prejudicando o bem comum, a comunidade age com prudência e justiça, procurando corrigir o irmão. Reunida em nome e no espírito de Jesus, a comunidade tem o mesmo poder que foi dado a Pedro(Mt.16,19)isto é, incluir ou excluir pessoas. A missão dela, porém não termina com a exclusão do pecador: ela deve procurá-lo, como o pastor que sai em busca da ovelha perdida.(18,11-14). ( 1 )

REFLEXÃO A. BIGCUORE. “Pois, onde dois ou mais estiverem reunidos em meu nome, eu estou no meio deles”(20).

Deus é um Deus que sempre caminha conosco. Portanto, sempre que dois ou mais estiverem reunidos em seu nome, Ele está junto.
Deus nunca nos abandona. Nós que, pelo pecado do orgulho, nos afastamos de Deus. O maligno nos seduz com os bens deste mundo. Aí que mora o perigo para todo cristão, deixar-se fascinar pelas falsas quimeras que o mundo consumista nos proporciona. Os bens materiais são apenas instrumentos de que dispomos para nos ajudar na caminhada. Portanto, nunca podemos nos deixar dominar por eles.

O cristão não deve perder o foco que é a sua salvação, de sua família e de toda a comunidade onde atua. Viver é partilhar!. Partilhamos com as pessoas com as quais devemos nos interagir, para que elas conheçam a Palavra de Deus, e se conscientize que, neste mundo, estamos de passagem. O nosso destino é o Paraíso!. Fomos feitos para viver junto de Deus! Somos seus filhos queridos!

Que a BENÇÃO de Deus, recaia sobre Você, meu irmão e minha Irmã, e em toda a sua família! Em nome do + Pai, + do Filho e + do Espírito Santo,amém!

( ( 1 )  José Betolini, pg. 1.263, nota de rodapé. (Mt.18,15-20)
(*)autor é escritor, Amigo do Bem e Divulgador do Evangelho de Jesus Cristo para todo o planeta. Acesse seu Blog Bem Viver Brazil – antonibigcuore.blogspot.com e seu link poético e filosófico: WWW.recantodasletras.com.br/autores/antonibigcuore


quarta-feira, 6 de setembro de 2017

Living Is Choosing (optimism message)

                                                                   
Antoni BigCuore*

Local: Brazil,São Paulo,SP.


To live is to choose. As the book of Ecclesiastic says, chapter 15, verses 17 and 18: "HE WAS PUT BEFORE YOU WATER AND FIRE; EXTEND HAND FOR WHAT YOU DESIRE. LIFE AND DEATH, GOOD AND EVIL BEFORE MAN; WHAT TO CHOOSE THIS WILL BE GIVEN YOU. "

Man has free will; he has autonomy to choose good or evil. He is totally free for this, for God endowed him with will and reason.
Observe the small decisions of your day to day. Sleeping at 9 or 11? Sleep in pajamas or shorts? Dinner or not dinner? Eat meat or not to eat? Go to work or not? Go to church or not? Wear yellow or blue? To brush or not the teeth? Wear the first shoe of the right foot or the left? Wear social pants or sport? Wear yellow or white shirt?

Note that they are things of our daily life, but that depends solely and exclusively on an act of will, of personal choice. In the spiritual life the same thing. Do I choose to develop my talents or bury them? Am I going to study the word of God daily or ignore it? Am I truly a Disciple of Jesus or am I going to stay in the comfort zone? Will I try to win my great love or not?

Note, my brother and sister, that are small decisions that we make in the day to day, without the interference of anyone. It is merely a deliberate act of our personal will. Great decisions, nevertheless more complex, but never cease to be decisions, act of will of one or several people at the same time.
So why not always choose the best? Why not choose the ways of the Lord Jesus? Why choose sin? If the sanctified life is much more rewarding?

Why not choose HAPPINESS? Happiness is, above all, a choice! It is also a question of mental attitude. Why do not I condition my mind to always choose the best? What is positive, edifying for my life and for my soul? If it is raining I must realize that rain is a good thing, it makes the plants germinate that will feed humans and birds. If something unpleasant happens to me, I must realize that it could be worse.

Happiness is from the inside out. It is an interior disposition for the positive, for love, for giving to others. Here is the secret of happiness: to love God above everything and to neighbor as yourself!
Feeding good thoughts are also part of the process of being happy.
Happiness is the disposition of the soul and heart that comes from the good that I do to the other and from the return that this good causes.

(*) author is Friend of Good and Divulgator of the Word of God for the whole planet. Access his poetic and philosophical link: WWW.recantodasletras.com.br/autores/antonibigcuore and his BLOG BEM VIVER BRAZIL - antonibigcuore.blogspot.com (self-knowledge, spirituality and healthy life) (changed on 06.09.2017).

VIVER É ESCOLHER. (mensagem de otimismo)

                                                             

Antoni Big-Cuore*

S.P. 2012. Alterado em 06.09.2017
Local: São Paulo,SP.,Brasil


Viver é escolher. Como diz o livro do Eclesiástico, capítulo 15, versículos 17e 18: “ELE PÔS DIANTE DE TI A ÁGUA E O FOGO; ESTENDE A MÃO PARA AQUILO QUE DESEJARES. A VIDA E A MORTE, O BEM E O MAL ESTÃO DIANTE DO HOMEM; O QUE ESCOLHER ISTO LHE SERÁ DADO.”

O homem tem o livre arbítrio; ele tem autonomia para escolher o bem ou o mal. Ele é totalmente livre para isto, pois Deus o dotou de vontade e razão. 

Observe as pequenas decisões de seu dia a dia. Dormir as 21 ou as 23 horas? Dormir com pijamas ou de short? Jantar ou não jantar? Comer carne ou não comer? Ir trabalhar ou não? Ir à igreja ou não? Vestir o amarelo ou o azul?  Escovar ou não os dentes? Vestir primeiro sapato do pé direito ou o esquerdo? Vestir calça social ou esporte? Vestir camisa amarela ou branca?

Observe que são coisinhas de nosso dia a dia, mas que depende única e exclusivamente de um ato de vontade, de escolha pessoal. Na vida espiritual a mesma coisa. Escolho desenvolver os meus talentos ou enterrá-los? Vou estudar a palavra de Deus diariamente ou ignorá-la? Vou ser verdadeiramente um Discípulo de Jesus ou vou ficar na zona de conforto?. Vou tentar conquistar o meu grande amor ou não?

Note-se, meu irmão e minha irmã, que são pequenas decisões que tomamos no dia a dia, sem a interferência de ninguém. É meramente um ato deliberado de nossa vontade pessoal. As grandes decisões, não obstante mais complexas, mas não deixam de ser decisões, ato de vontade de uma ou de várias pessoas ao mesmo tempo.
Então por que não escolher sempre o melhor? Por que não escolher os caminhos do Senhor Jesus? Por que escolher o pecado? Se a vida santificada é muito mais gratificante?

Por que não escolher a FELICIDADE?  A felicidade é, antes de mais nada, uma escolha!  É também uma questão de atitude mental. Por que não condiciono a minha mente a sempre escolher o melhor? Aquilo que é positivo, edificante para minha vida e para minha alma? Se está chovendo devo mentalizar que a chuva é uma coisa boa, faz germinar as plantas que irão alimentar os seres humanos e os pássaros. Se me acontecer algo desagradável, devo mentalizar que poderia ser pior.

A felicidade é de dentro para fora. É uma disposição interior para o positivo, para o amor, para a doação ao próximo. Eis o segredo da felicidade: amar a Deus acima de tudo e ao próximo como a si mesmo!.
Alimentar bons pensamentos também fazem parte do processo de ser feliz. 
A felicidade é a disposição da alma e do coração que advém do bem que faço ao outro e do retorno que este bem provoca.

(*)autor é Amigo do Bem e Divulgador da Palavra de Deus para todo o planeta. Acesse seu link poético e filosófico: WWW.recantodasletras.com.br/autores/antonibigcuore e seu BLOG BEM VIVER BRAZIL – antonibigcuore.blogspot.com (autoconhecimento, espiritualidade e vida saudável).(alterado em 06.09.2017).